Em discurso durante o lançamento da campanha internacional “#Standwithlula” (“Estamos com Lula”), nesta terça-feira (20), o ex-presidente Lula falou sobre o atual momento político do país e comentou sobre a perseguição jurídica e midiática na qual está sendo vítima. 

"O Brasil vive um momento muito grave de anomalia política. Dois dias após o impeachment da presidenta Dilma ser votado no Senado, eles mudaram a lei da Pedalada Fiscal, autorizando o presidente a realizar a pedalada", denuncia.

Lula falou sobre a atuação dos procuradores do Ministério Público Federal e chamou a última coletiva de imprensa, realizada na semana passada, de "show de pirotecnia". Segundo ele, hoje o que menos importa no Brasil é a verdade. "O que mais importa é a construção da versão. Eu conto uma versão, que se torna uma manchete de jornal e logo será manipulada pela televisão. A pessoa, independentemente de ser inocente, passa a ser condenada pela opinião pública", diz.

Leia também: #StandWithLula reúne 190 milhões de trabalhadores com Lula

Durante o discurso, Lula lembrou ainda dos avanços do Brasil nos últimos 13 anos com as políticas públicas dos governos do PT. "Não estava previsto na sociologia brasileira, um metalúrgico chegar à presidência. Não estava previsto tirar 36 milhões da pobreza e elevar 42 milhões à classe média. Eu sou responsável pela maior política de inclusão da América Latina. E tenho orgulho disso", afirma Lula.

A campanha #Standwithlula, iniciativa da Confederação Sindical Internacional, representa 180 milhões de trabalhadores sindicalizados de 162 países. A campanha foi divulgada em Nova Iorque, simultaneamente à abertura da Assembleia Geral da ONU.

Confira o discurso do ex-presidente Lula na íntegra:



Lula.com
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: