RECURSOS DO IMPEACHMENT PODEM TRAZER DILMA DE VOLTA


Temor é da advogada Janaina Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment, e do jurista Miguel Reale, que também assina o documento; ela explica que se os recursos apresentados pelos partidos da base de Michel Temer contra o fatiamento da votação do impeachment, que manteve o direito de Dilma Rousseff assumir cargos públicos, forem aceitos, o Supremo pode pedir um novo julgamento e, depois de 180 dias, Dilma voltaria imediatamente ao cargo; irritada, enxerga nos parlamentares algo que provavelmente nunca tinha percebido até então, uma simples disputa de poder: "Vocês estão cegos! Cegos pela vaidade! Cegos pela ganância! Cegos pela sanha punitiva! Reflitam!"



247 – A advogada Janaina Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, e o jurista Miguel Reale, que também assina o documento, temem que a petista volte à presidência da República caso os recursos apresentados por partidos da base de Michel Temer sejam aceitos pelo Supremo Tribunal Federal.

O fatiamento da votação do impeachment, que manteve os direitos de Dilma ocupar cargos públicos – a candidatura ainda é discutida entre juristas, que de um lado afirmam que ela pode, mas de outro acreditam que a Lei da Ficha Limpa impediria um cargo eletivo – rachou a base de Temer.

Um recurso assinado por PSDB, PPS e DEM será apresentado nesta sexta-feira 2 ao STF, pedindo a revisão dessa segunda votação, que beneficiou Dilma. Janaina enxerga que os recursos podem levar todo o impeachment por água abaixo, uma vez que se o Supremo decidir depois de 180 dias que todo o julgamento deverá ser refeito, Dilma volta ao cargo.

Irritada com esses partidos, ela enxergou nos parlamentares algo que provavelmente nunca tinha percebido até então, que todo o processo de impeachment não passa de uma disputa de poderes. "Vocês estão cegos! Cegos pela vaidade! Cegos pela ganância! Cegos pela sanha punitiva! Reflitam!", apelou a advogada.

"Eu peço, pelo amor de Deus, que quem já impugnou o julgamento do Senado, desista das medidas interpostas. Eu peço, pelo amor de Deus, que os partidos que ainda não impugnaram, não interponham nenhum tipo de medida", pediu.

"Se o impeachment for anulado, ainda que se marque novo julgamento, Dilma voltará imediatamente para o poder, pois terão passado os 180 dias. Será que eu preciso desenhar?", escreveu Janaina nas redes sociais.

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;