Para presidenta eleita, golpista “se apropriou da festa”. Ela afirma que os Jogos Olímpicos serão um ótimo momento para a população denunciar o golpe


A presidenta eleita Dilma Rousseff afirmou, em entrevista ao jornal “El Mundo”, da Espanha, que o presidente interino e golpista Michel Temer é um intruso na cerimônia de abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

“Imagine que você vai dar uma festa, trabalha durante anos, monta as condições, convida a imprensa e no dia dessa festa alguém chega, toma seu lugar e se apropria dessa festa”, afirma a petista.

Para Dilma, Temer não apenas a traiu como também conspirou com seu aliado, o então presidente da Câmara dos Deputados,Eduardo Cunha, para que o golpe vingasse.

De acordo com ela, muitos brasileiros foram ludibriados pelos meios de comunicação e acabaram apoiando o golpe. Agora, se sentem enganados ao perceber que seus direitos serão suprimidos.

A presidenta afirma também confiar na instituições e na Justiça. “Não creio que nenhuma instituição participaria do golpe. Nem o Judiciário, nem o Legislativo, nem as Forças Armadas. O que houve foram membros de todas as instituições que participaram de alguma forma”.

Mobilizações contra o golpe
Dilma se diz, ainda, entusiasmada com as mobilizações da esquerda contra o golpe em andamento.

“A esquerda se mobilizou bastante depois da votação na Câmara, houve marchas em 26 cidades. A partir de agora creio que voltarão a fazer. Estamos para começar os Jogos Olímpicos e pode dar uma visibilidade maior aos movimentos”.

Em contraposição, ela não acredita que as manifestações pró-impeachment conseguirão mobilizar a população como há alguns meses.

Ódio nas redes
“Vem crescendo as mensagens de intolerância e preconceito contra a liberdade das mulheres e também a homofobia estimulada por setores da oposição e parte dos meios de comunicação. Mas, também, vem crescendo a reação a esse ódio”, analisou Dilma.

A presidenta lembrou que o Brasil é um Estado laico onde não é aceitável que se assumam posições religiosas para analisar as leis, como pretendia Cunha quando era presidente da Câmara.

Sobre as perseguições promovidas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma afirma confiar totalmente no líder petista.

“Lula é um homem íntegro e correto, que tem sido alvo de uma perseguição. As pesquisas mostram que é um nome forte para as eleições de 2018. Não acredito que Lula será preso. Se for, haverá uma grande comoção no país. O presidente Lula vai saber responder às acusações de forma correta e mostrar seu compromisso com a justiça do País”.

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do “El Mundo”

Partido dos Trabalhadores
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;