O Globo


Manchete : Governo quer liberar licença ambiental em até 10 meses

Projeto de lei vai fixar prazos para aprovar ou rejeitar obras

Ministério do Meio Ambiente planeja ampliar concessões de parques e florestas

O governo vai enviar projeto de lei ao Congresso que fixará prazos para o Ibama conceder ou rejeitar licenças ambientais. Licenças prévias deverão ser avaliadas em até dez meses. Para a instalação, o prazo será de oito meses, e o aval para a operação terá de sair em seis meses, revelam DANILO FARIELLO e CATARINA ALENCASTRO. O governo também quer aumentar de 1,4 milhão para 5 milhões de hectares a extensão de parques e florestas concedidos à iniciativa privada. (Pág. 13)
Crise financeira ameaça a USP (Pág. 17)


Solo fértil em medalhas

O Brasil foi prata, com Diego Hypolito, e bronze, com Arthur Nory, na prova de solo da ginástica artística, vencida pelo britânico Max Whitlock. Foi a redenção de Diego, que recordou seus infortúnios de Pequim e Londres. “Já caí de bunda e de cara. Em 2016, caio de pé para a medalha”, comemorou o ginasta.

Medalhistas dos EUA são assaltados na Barra (Caderno Especial)
------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo


Manchete : Deputados querem afrouxar projeto contra corrupção

Parlamentares discutem mudanças no pacote proposto pelo Ministério Público Federal

Deputados da comissão que analisa as medidas anticorrupção apresentadas pelo Ministério Público Federal negociam mudanças em pontos centrais do pacote. Eles querem evitar o endurecimento da legislação sobre o caixa 2 e o aumento da pena para corrupção. Também tentam impedir que provas ilícitas sejam consideradas válidas se forem colhidas de boa-fé e a hipótese de prisão preventiva para a recuperação de bens desviados. “É necessário separar o joio do trigo”, diz o relator Onyx Lorenzoni (DEM-RS), referindo-se à punição para o caixa 2. Há uma proposta para que haja distinção entre a prática de não declarar recursos à Justiça Eleitoral e o recebimento de propina. Os deputados têm discutido o tema em encontros reservados com advogados. (Política A4)
Reserva contra calotes ganha R$ 54 bilhões

Desde o início de 2014, os quatro maiores bancos brasileiros – Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Itaú – aumentaram em R$ 54 bilhões suas provisões para calote. A reserva total chega a R$ 144 bilhões. A crise econômica e a Operação Lava Jato levaram à deterioração da situação financeira de grandes empresas. Para analistas, não há, por enquanto, risco sistêmico. (Economia B1)
Disputa por filho chega ao Congresso dos EUA

Um médico recorreu ao Congresso dos EUA para levar de volta ao país seu filho de 6 anos trazido ao Brasil pela mãe, brasileira, em 2013. (Metrópole A14)
Candidatos a prefeito terão menos exposição na TV (Política A7)


Haddad vai deixar 7,7 mil concursados sem nomeação (Metrópole A12)


José Goldemberg

Transgênicos e hidrelétricas - O “princípio da precaução” tem sido usado para barrar, com maior ou menor sucesso, a introdução de inovações em diversas áreas (Espaço Aberto A2)
Notas&Informações

Respeito à democracia - A instituição de um sistema de participação social direta interfere na democracia (A3)

Uma conspiração em curso - Articula-se no Congresso movimento para incluir alguma anistia a políticos envolvidos em corrupção (A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Mídia
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;