Até Merval Pereira foi mais gentil.

A coluna que Miriam Leitão assina (com Álvaro Gribel) na edição de hoje é um verdadeiro destampatório da colunista global contra o senhor que ela ajudou a colocar na Presidência.

Manda que ele “supere a crise” com as medidas impopulares que os porta-vozes do mercado querem ver superá-la – redução de direitos sociais e trabalhistas – e que seu destino, feitas as maldades, é “depois encerrar a carreira e ir para casa”.

” É um político sem carisma, ruim de voto, que já demonstrou não estar atualizado com certos valores e a agenda do mundo atual. Um sinal disso foi a falta de mulheres no ministério, em um tempo em que a homogeneidade masculina é impensável em qualquer governo do mundo democrático.”

É a mais violenta manifestação do pensamento atucanado contra as pretensões de Temer de construir uma base política e equivale quase á declaração de que ele é um simples capanga escalado para fazer a mutilação da aposentadoria, da CLT e dos servições públicos, deixando a área liberada para os homens do “primado espiritual” do PSDB, embora seja difícil ver algo espiritual em Serra e que primado, para Aécio, seja aquele pessoal de Cláudio, onde fizeram o aeroporto.


TIJOLAÇO
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;