Até Merval Pereira foi mais gentil.

A coluna que Miriam Leitão assina (com Álvaro Gribel) na edição de hoje é um verdadeiro destampatório da colunista global contra o senhor que ela ajudou a colocar na Presidência.

Manda que ele “supere a crise” com as medidas impopulares que os porta-vozes do mercado querem ver superá-la – redução de direitos sociais e trabalhistas – e que seu destino, feitas as maldades, é “depois encerrar a carreira e ir para casa”.

” É um político sem carisma, ruim de voto, que já demonstrou não estar atualizado com certos valores e a agenda do mundo atual. Um sinal disso foi a falta de mulheres no ministério, em um tempo em que a homogeneidade masculina é impensável em qualquer governo do mundo democrático.”

É a mais violenta manifestação do pensamento atucanado contra as pretensões de Temer de construir uma base política e equivale quase á declaração de que ele é um simples capanga escalado para fazer a mutilação da aposentadoria, da CLT e dos servições públicos, deixando a área liberada para os homens do “primado espiritual” do PSDB, embora seja difícil ver algo espiritual em Serra e que primado, para Aécio, seja aquele pessoal de Cláudio, onde fizeram o aeroporto.


TIJOLAÇO
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: