As pirâmides egípcias continuam a fascinar os pesquisadores e o público em geral com seus mistérios, mas estamos cada vez mais perto de desvendar todos os seus segredos. Em uma reviravolta digna de Indiana Jones, pesquisadores descreveram um antigo mecanismo de defesa que foi encontrado na Grande Pirâmide de Gizé.

Esta característica particularmente interessante foi discutida na recente série “Unearthed”, no canal The Science Channel. Conforme relata o portal I Fucking Love Science, durante o programa, o egiptólogo Mark Lehner descreveu uma série de sulcos encontrados do lado de fora da câmara mortuária do Rei Khufu na Grande Pirâmide. Ele acredita que os construtores fizeram um sistema de defesa simples: uma série de blocos de granito espessos bloqueando o caminho para a câmara.

“Os construtores de Khufu projetaram uma linha de defesa contra qualquer um que quisesse entrar na câmara do rei, caso tivessem chegado tão longe”, explicou Lehner no programa. “Estes sulcos e protuberâncias não são decorativos. Eles são parte de uma máquina muito primitiva”.
Coisa de cinema

Os sulcos eram usados para direcionar placas de granito para a entrada e para mantê-las na posiçãoo vertical. Outro conjunto de blocos mais espessos deslizava para baixo da passagem, bloqueando completamente a entrada de invasores do túmulo.

A prova de que não é um exagero dizer que a coisa toda parece cinema pode ser encontrada neste vídeo, que mostra trechos de “Indiana Jones e Os Caçadores da Arca Perdida”:



Pelo menos esse era o plano. De acordo com o livro “The Complete Pyramids: Solving the Ancient Mysteries”, escrito por Lehner em 1997, a câmara funerária provavelmente já havia sido roubada em algum momento entre o fim do reinado de Khufu e do colapso do Reino Antigo, cerca de 2134 a.C. O que resta da tumba de Khufu é “apenas” um grande sarcófago de granito vermelho. Mas alguns arqueólogos acreditam que a câmara mortuária em si é um chamariz e o real tesouro permanece escondido.
Segredos enterrados

Para o ministro antiguidade egípcia, a pirâmide poderia estar escondendo cavidades desconhecidas. Em um comunicado de 2011, ele anunciou: “Os cientistas concluíram a existência de diversas anomalias térmicas que foram observados em todos os monumentos durante as fases de aquecimento ou resfriamento [ao pôr do sol e no nascer do sol]. Para explicar essas anomalias, várias hipóteses e possibilidades poderiam ser propostas; como a presença de vácuos por trás da superfície, correntes de ar internas”.

As cavidades podem ser naturais (como rachaduras) ou outras câmaras desconhecidas. Explorações realizadas por robôs, que passaram por seis eixos da pirâmide (quatro originários da câmara do rei e dois da câmara da rainha) descobriram três portas de cobre. Para entender completamente se há realmente câmaras desconhecidas, os cientistas estão usando raios cósmicos para mapear o interior da pirâmide.

A Pirâmide de Quéops (sendo que Quéops é o nome grego para Khufu) é uma das maravilhas do mundo antigo, um monumento único e um reconhecimento à capacidade humana. Com ou sem uma câmara escondida, Khufu pode muito bem estar rindo da nossa cara no além enquanto sua pirâmide nos faz de besta. [I Fucking Love Science]


HypeScience
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: