por Alexandre Tambelli

Lendo essas notícias todas do Governo do Golpe de Estado, onde tudo virou mercadoria, dinheiro me veio essas imagens na cabeça, que coloco abaixo.

Crônica do Brasil do Golpe. A mercantilização da Sociedade.

O Brasil do Golpe de Estado caminha para se tornar um grande Shopping Center!

Vende-se tudo por dinheiro!

Nesse shopping até respirar custará dinheiro.

Tudo o que afrontar a lógica do dinheiro, do valor monetário será banido. Imperará apenas a lógica do quanto devo pagar para poder ter acesso a qualquer coisa que exista.

Uma hora dessas, a água dos rios e mares terá uma cerca elétrica em todas as suas margens e só poderá beber ou navegar nela quem pagar um pedágio. Pescar em rio será cobrado. Nadar será cobrado. Navegar será cobrado.

O ultraneoliberalismo sem nenhum controle social está em plena efervescência no Brasil.

Imaginar qualquer possibilidade de um programa que faz ligações gratuitas não dá mais. Tudo é precificado, como sonham ser a Internet limitada ou ilimitada dependendo de quanto se paga. Podendo pagar o pacote ilimitado ilimitada a Internet será, caso contrário, limitada será a quanto podemos pagar.

Tudo virou um grande balcão de negócios. Tudo virou mercadoria. Tudo virou dinheiro.

Chegará um dia em que para irmos a um parque público se pagará, porque não haverá parque público, eles serão todos privatizados e só adentrará quem tiver grana para pagar quanto o dono pedir e se bobear dentro do parque jogar bola custará X, brincar na cadeira de balanço meio X, etc.

A Natureza irá pelo mesmo caminho. Visitar uma cachoeira em um Parque Estadual não será uma visita com pequeno custo simbólico para manutenção do local, será, talvez, um grande negócio só para endinheirados desfrutarem.

As estradas poderão cobrar pedágios altíssimos e o povão que viajar de ônibus para outra cidade terá de provar que vai no endereço tal e que tem grana para a viagem, sendo carimbado o visto de permanência idêntico de um visto de turista estrangeiro.

Tudo será mercantilizado de tal maneira que se você ficar doente e não puder pagar uma consulta, um exame, um atendimento no posto de saúde você ficará doente e se morrer será um a menos na estatística de vivos, fato comemorado pelas autoridades.

Você terá de trabalhar até 70 anos ou mais, e se aposentar com um salário mínimo defasado, não sendo sequer o mínimo para sobrevivência e sem direito à saúde, trabalhando 80 horas por semana durante a Vida, sem questionar e se possível, sem férias nem 13.

Teremos bairros separados por muros e grades e a passagem de um bairro para outro somente será permitida com passaporte de entrada carimbado e dizendo, trabalho na empresa, no comércio, na casa de fulano de tal e tem até tal hora para sair do bairro, se não o fizer, sem a autorização do seu patrão, vai em cana por alguns dias, é multado em 50% do seu salário. Todos, é claro, de tornozeleira eletrônica para se seguir cada passo.

E a Educação será apenas para se exercer a capacidade de fazer contas de adição, multiplicação e subtração, sendo proibido ensinar a operação de divisão. Serão banidas as disciplinas de humanidades e ciências biológicas, para se evitar qualquer viés ideológico e o tema da ideologia de gêneros. Todos nós seremos educados como descendentes de Adão e Eva.

Ninguém mais terá smartphone, porque ele tem a capacidade de gravar eventos de imediato nas ruas, tirar fotos comprometedoras das autoridades. Ninguém poderá se comunicar pelo Facebook, Zap Zap e assemelhados porque haverá troca de ideias e grupos de ideias semelhantes podem se juntar.

Será valorizada uma grande emissora de TV, que todo mundo assistirá sem nenhuma interação para além do BBB e The Voice, e será a emissora a Porta-Voz do Governante a ela subordinado, Governante que fará tudo o que ela mandar e, será a única voz das comunicações com imagens gravadas do Brasil.

Empregos só existirão os que não precisem gastar sequer uns minutos de inteligência e raciocínio. Só trabalho manual.

Todos serão robotizados. O Amor será apenas uma relação programada para a procriação de um outro robô idêntico a cada um de nós, sendo controlado os sentimentos humanos, a afetividade, o sexo e a vida para não ir além de buscar o TER.

Tudo será obrigado a não ter qualquer traço de divisão, solidariedade, humanismo e partilha.

Quem quiser dividir seus bens acumulados com quem não os conseguiu acumular será preso acusado de alimentar o Comunismo, de ser bolivariano e de não incentivar a meritocracia.

Quem não puder ter as coisas e fizer um protesto que está passando fome será punido pelas autoridades com a exclusão definitiva da sociedade.

Quem defender uma Política Social voltada para os pobres será executado em praça pública com salva de tiros e escarros no rosto do sujeito, antes da execução, e o povo terá de aplaudir, convocados serão por carta para comparecerem na praça pública da execução e comemorarem o extermínio do defensor de políticas sociais, quem não comparecer e não obedecer ao protocolo será executado, também.

Nenhum traço de humanidade, civilização, solidariedade e apreço pelo semelhante serão tolerados. Seremos todos mercadorias e competidores, valeremos por aquilo que conseguirmos juntar em uma espécie chamada dinheiro!

Quem não defender a meritocracia abertamente será impedido de se candidatar à cargo público e terá seus direitos políticos cassados no ato e a sociedade lhe julgará como um pária, sendo levado a executar trabalhos forçados em um presídio agrícola até a morte sem direito de se aposentar.

E quanto mais dinheiro uma pessoa conseguir juntar na Vida, independente de como, se roubando, se explorando o trabalho escravo mais liberdade e mais direitos terá, até de não ir preso nem nunca ser julgado caso seja pego cometendo um assassinato, estuprando mulheres, etc.

O Brasil do Golpe de Estado parece ser mais ou menos assim.



GGN
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;