A borboleta azulada Battus philenor já esteve muito perto de ser extinta. Para tentar evitar essa tragédia ambiental, o biólogo Tim Wong, morador da região de São Francisco, na Califórnia, resolveu tentar repopular sua região com a espécie.

Ele construiu uma estufa em seu quintal para as borboletas. Esse cantinho mágico tem todas as condições ideais para que as borboletas cresçam e se reproduzam: luz solar, variações de temperatura e ocasionais brisas suaves.

Tim também trouxe para casa exemplares da planta Aristolochia californica, que é o alimento favorito da borboleta. Ele relata que não foi fácil encontrar a planta, e que foi preciso pedir ajuda para um jardim botânico, que permitiu que ele retirasse alguns galhos para produzir suas próprias mudas.


Com o paraíso das borboletas pronto para ser habitado, Wong inseriu 20 lagartas de Battus philenor no ambiente, fazendo de tudo para que elas sobrevivessem e se transformassem em borboletas. Esse processo não acontece tão rapidamente quanto a maioria das pessoas pode pensar, levando cerca de um ano.

Apenas agora, três anos depois, é possível ver o resultado da ação. “A cada ano desde 2012 vemos mais borboletas sobrevivendo no jardim, voando, botando ovos e se transformando em pupa. Esse é um bom sinal de que nossos esforços estão funcionando”, analisa Tim. [Bored Panda]

Confira mais imagens:


Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;