A borboleta azulada Battus philenor já esteve muito perto de ser extinta. Para tentar evitar essa tragédia ambiental, o biólogo Tim Wong, morador da região de São Francisco, na Califórnia, resolveu tentar repopular sua região com a espécie.

Ele construiu uma estufa em seu quintal para as borboletas. Esse cantinho mágico tem todas as condições ideais para que as borboletas cresçam e se reproduzam: luz solar, variações de temperatura e ocasionais brisas suaves.

Tim também trouxe para casa exemplares da planta Aristolochia californica, que é o alimento favorito da borboleta. Ele relata que não foi fácil encontrar a planta, e que foi preciso pedir ajuda para um jardim botânico, que permitiu que ele retirasse alguns galhos para produzir suas próprias mudas.


Com o paraíso das borboletas pronto para ser habitado, Wong inseriu 20 lagartas de Battus philenor no ambiente, fazendo de tudo para que elas sobrevivessem e se transformassem em borboletas. Esse processo não acontece tão rapidamente quanto a maioria das pessoas pode pensar, levando cerca de um ano.

Apenas agora, três anos depois, é possível ver o resultado da ação. “A cada ano desde 2012 vemos mais borboletas sobrevivendo no jardim, voando, botando ovos e se transformando em pupa. Esse é um bom sinal de que nossos esforços estão funcionando”, analisa Tim. [Bored Panda]

Confira mais imagens:


Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: