A declaração machista e misógina do ministro interino de Relações Exteriores, José Serra (PSDB), no México, causou indignação internacional; com o título de "A infeliz piada sexista do ministro das Relações Exteriores do Brasil", o jornal argentino Infobae, um dos maiores da América Latina, disse que Serra faz uma observação sobre senadores locais que "causou indignação"; "O governo interino de Michel Temer recebeu uma chuva de críticas por não ter nomeado qualquer mulher em seu gabinete. O impasse 'macho' parecia esquecido, mas na segunda-feira o ministro do Exterior José Serra não poderia deixar de fazer uma piada em sua homóloga mexicana sobre o "perigo" que representa o seu país por ter tantas mulheres na política", disse o veículo; leia íntegra da reportagem




247 - A declaração machista e misógina do ministro interino de Relações Exteriores, José Serra (PSDB), no México, causou indignação internacional.

Com o título de "A infeliz piada sexista ministro das Relações Exteriores do Brasil", o jornal argentino Infobae, um dos maiores da América Latina, repercutiu nesta terça-feira, 26, o encontro de José Serra com a ministra de Relações Exteriores Claudia Ruiz Massieu, em que ele disse que "o México, para os políticos no Brasil, é um perigo, porque metade dos senadores são mulheres".

"O governo interino de Michel Temer recebeu uma chuva de críticas por não ter nomeado qualquer mulher em seu gabinete. O impasse 'macho' parecia esquecido, mas na segunda-feira o ministro do Exterior José Serra não poderia deixar de fazer uma piada em seu homólogo mexicano sobre o "perigo" que representa o seu país tem tantas mulheres na política".

Leia na íntegra a reportagem do Infobae:

El desafortunado chiste machista del canciller de Brasil
Al gobierno interino de Michel Temer le llovieron las críticas por no haber nombrado a ninguna mujer en su gabinete. El impasse "machista" parecía olvidado, pero este lunes el canciller José Serra no pudo evitar hacer una broma ante su homóloga mexicana sobre el "peligro" que representa que su país tenga tantas mujeres en política.

"Debo decir, cara ministra, que México, para los políticos hombres en Brasil, es un peligro porque descubrí acá que mitad de las senadoras son mujeres", dijo Serra mientras se le escapaba la risa en una comparecencia conjunta con la canciller mexicana, Claudia Ruiz Massieu.

Serra, de visita en México, reconoció que en Brasil las senadoras no llegan ni a un 20% y que nunca hubo tampoco una ministra de Relaciones Exteriores. Sin embargo, la ahora suspendida Dilma Rousseff -que fue sustituida por el vicepresidente Michel Temer para ser sometida a un juicio político en el Senado- fue la primera mujer en asumir la Presidencia del país en 2011.

El canciller reiteró a Ruiz Massieu su invitación a los Juegos Olímpicos de Rio de Janeiro, pero le hizo una advertencia.

"Yo quiero mucho que usted vaya allá, pero va a representar ese peligro, porque va a llamar la atención para el asunto", sonrió el ministro, que perdió las elecciones presidenciales de 2010 frente a Rousseff.

Temer fue muy criticado en mayo por conformar un gabinete conservador, sin mujeres ni negros, dos grupos que representan cada uno más de la mitad de la población del país.

Tres de sus ministros han caído en estos poco más de dos meses por sospechas de corrupción.

Temer asumirá definitivamente el gobierno de Brasil si la mandataria de izquierda es destituida en el juicio político que enfrenta por manipulación de cuentas públicas.


Brasil 24/7
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;