Um pesado bombardeio foi conduzido por 777 aeronaves dos Aliados na Operação Gomorra no dia 29 de julho de 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, contra a cidade de Hamburgo. O objetivo desta ação era destruir o subúrbio ao norte da cidade, que ainda não havia sido atacado. Contudo, um erro nos mapas resultou no ataque ao norte da área que havia sido devastada três noites anteriores. As áreas residenciais dos distritos de Wandsbek e Barmbek e partes de Uhlenhorst e Winterhude foram seriamente afetadas e atingidas por incêndios isolados. Com os pesados e incessantes bombardeios contra a cidade de Hamburgo, os Aliados esperavam desestabilizar psicologicamente a população e também atingir o porto, centro industrial, estaleiros e refinarias de petróleo. O ataque foi uma das maiores tempestades de fogo provocadas pelas forças britânicas e norte-americanas na Segunda Guerra Mundial. Os ataques causaram ​​graves danos à produção de armamentos alemães em Hamburgo.
Os ataques contra Hamburgo seguiram até novembro de 1943 - num geral, os britânicos faziam bombardeios de noite, e os norte-americanos pela manhã, de forma que a população era obrigada a permanecer nos abrigos. No fim da operação, 17 mil missões de bombardeiros lançaram mais de nove mil toneladas de explosivos, matando mais de 30 mil pessoas e destruindo 280 mil edifícios.


Imagem: Dowd J (Fg Off), Royal Air Force official photographer [Domínio público], via Wikimedia Commons
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: