Historiografia oficial diz que ladrão foi alvejado no Novo México, mas há quem consteste e afirme que fora-da-lei viveu mais do que 21 anos


Na noite de 14 de julho de 1881, o lendário pistoleiro e ladrão de gado norte-americano William “Billy the Kid” Henry Bonney foi morto com dois tiros pelo xerife Pat Garret, em Fort Summer, nos Estados Unidos.

De acordo com a historiografia oficial, antes de se tornar um famigerado fora-da-lei, Billy the Kid paritipou da Guerra do Condado de Lincoln, no Novo México. Membro do grupo de delegados conhecido como “Os Reguladores de Lincoln”, buscava vingança pela morte de seu patrão, John Henry Tunstall.

Em 19 de dezmbro de 1880, Billy the Kid e sua gangue chegavam a Fort Summer após o anoitecer para descansar. Lá, o grupo foi emboscado por Pat Garrett e seus homens. No confronto, Tom O' Folliard foi morto com um tiro no peito. Cinco dias depois, em uma nova emboscada em Stiking Springs, Charlie Bowdre foi morto. Finalmente, na noite de 14 de julho de 1881, Billy foi morto pessoalmente por Par Garrett em Fort Summer, quando se escondia no rancho de um velho amigo, Peter Maxwell. Conta-se que Billy entrava no quarto de Peter, quando percebeu alguém escondido nas sombras do cômodo. Não reconhecendo Pat, Billy perguntou em espanhol "quem é"? Garrett, então, disparou duas vezes. Um dos tiros acertou o peito de Billy, que morreu pouco depois.

Segundo uma famosa lenda, Billy teria matado 21 homens, exatamente o mesmo número de anos que o fora-da-lei viveu. No entanto, registros históricos e relatos contabilizam apenas quatro. Essa lenda teve origem no seu obituário, publicado pelo jornal sensacionalista Santa Fe Weekly Democrat em 21 de julho de 1881, que informava erroneamente que “o pistoleiro que matou um homem para cada ano de vida”, havia sido encontrado e consequentemente morto pelo Xerife de Lincoln, Pat Garrett.

WikiCommons

Cemitério de Fort Summer, no Novo México, onde supostamente está enterrado o fora-da-lei Billy the Kid

Um trio de xerifes do Novo México pretendia resolver um dos maiores enigmas do Velho Oeste: quando teria morrido o fora-da-lei Billy the Kid? Ou Billy the Kid foi morto com um tiro pelo xerife Pat Garrett, em 1881, ou escapou para o Texas e morreu quase 70 anos depois. O projeto começou quando um dos xerifes, Tom Sullivan, visitou um museu em Hico, Texas, dedicado a Ollie "Brushy Bill" Roberts, que afirmava na década de 1950 ser Billy the Kid. O museu afirma que Billy the Kid morreu lá em 1950 e que o xerife Pat Garrett, após ter atirado em outra pessoa, decidiu encobrir o fato.

A ideia dos xerifes do Novo México é realizar um exame de DNA nos ossos da mãe de Billy the Kid, Catarina Antrim. Segundo a petição, a exumação dos ossos de Catarina Antrim poderia mostrar se ela estaria relacionada com Ollie "Brushy Bill" Roberts.

A lenda diz que Garrett perseguiu Billy the Kid e o matou após Billy ter escapado da prisão municipal de Lincoln. O xerife Sullivan e sua equipe passaram a investigar se um cúmplice forneceu uma pistola para Billy the Kid em frente à cadeia em 28 de abril de 1881. Durante a fuga, o bandido ainda matou dois xerifes, James W. Sino e Robert Ollinger.

"Eu penso que é realmente importante compreender o que aconteceu naqueles últimos dias", disse Xerez Tippett, advogado que fez a petição. Outro que concordava com essa opinião era o governador do Novo México, Bill Richardson, que apoiava a investigação. Segundo ele, "Billy the Kid é uma lenda americana. É importante descobrirmos os eventos historicamente verdadeiros”. No entanto, nem todo mundo era simpático à ideia. Steve May, conselheiro de Silver City, Novo México, classificou a exumação como "publicidade barata" e afirmou que os dólares de impostos que serão gastos poderiam ser aplicados em outro lugar. "Eles chamam isto uma investigação criminal, mas eu penso que é perda de tempo", disse May.

O antropólogo forense oficial acreditava ser possível exumar os ossos de Antrim sem perturbar outros sepulcros, de acordo com a petição ao tribunal. Exceto por alguma dificuldade legal que pudesse surgir, as autoridades esperavam poder realizar a exumação.

Billy the Kid, cujo nome real era Henry McCarty, foi também chamado de William Bonney. Billy esteve envolvido no roubo de gado e no assassinato de várias pessoas. Depois de capturado conseguiu escapar, mas foi morto pelo xerife Garrett aos 21 anos e supostamente enterrado próximo ao local onde foi morto, em Fort Summer.
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;