Esta foto de três anos-luz de diâmetro feita pelo telescópio Hubble mostra o centro da Nebulosa do Caranguejo, onde encontra-se uma estrela de nêutrons magnetizada girando 30 vezes por segundo.

Conhecida como Pulsar do Caranguejo, é a que fica mais à direita de duas estrelas brilhantes, logo abaixo de um redemoinho central.

O brilho azul na imagem é a radiação visível emitida por elétrons em espiral em um forte campo magnético quase à velocidade da luz. Como um dínamo cósmico, o pulsar dá energia para as emissões da nebulosa, dirigindo uma onda de choque através do material circundante e acelerando os elétrons.

Com mais massa do que o sol e a densidade de um núcleo atômico, o pulsar é o núcleo colapsado de uma estrela massiva que explodiu. A Nebulosa do Caranguejo é o remanescente das camadas exteriores dessa estrela.

A explosão de supernova foi testemunhada no planeta Terra no ano de 1054. [NASA]


HypeScience
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;