Jornal GGN - Um total de 14 candidatos irão disputar as eleições na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (13), em sessão marcada para ter início ás 16 horas. Entenda, aqui, tudo sobre o rito de escolha do Presidente da Câmara. Inicialmente com 17 candidatos, a deputada Maria do Rosário (PT-RS), Fausto Pinato (PP-SP) e o parlamentar do PRB-SP, Beto Mansur, desistiram da disputa.

O que diz a lei?
Eleito por votação entre os deputados federais, o mandato é de dois anos. A reeleição ao cargo é proibida. De acordo com o artigo 80 da Constituição Federal, o presidente da Câmara é o segundo na linha sucessória presidencial, depois do vice-presidente da República.

Mandato-tampão
O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, renunciou do posto na última quinta-feira (07). A partir daí, a Casa teve o prazo de cinco sessões para escolher o novo presidente. O deputado comandará a Câmara em mandato-tampão até fevereiro de 2017, quando novas eleições serão convocadas.

Candidatos
Qualquer deputado tinha a possibilidade de lançar candidatura até as 12h desta quarta-feira. Também há um prazo de desistência de até uma hora antes da votação para os já registrados.


Votação
A votação começa após o início da sessão, marcada para as 16h, quando os candidatos terão 10 minutos cada um para discursar. Como há um total de 14 candidatos, a sessão deve durar entre 2 e 3 horas. A partir das 18h, os líderes das bancadas também terão direito de fala de 10 minutos, podendo estender a sessão para a noite.

A abertura das urnas não tem definição de horário, devendo ocorrer após os discursos. Também não há uma ordem definida para cada deputado dirigir-se às cabines para votar. Mas a lista de discursos já foi estabelecida (acompanhe abaixo).

Os deputados votam somente no cargo de presidente, em votação secreta, e por se tratar de mandato-tampão o restante da Mesa Diretora não será trocada.

Um prazo limite de votação também será determinado pelo interino, Waldir Maranhão (PP-MA).
Se um dos deputados alcançar 257 votos, é automaticamente eleito. Caso contrário, haverá segundo turno entre os dois primeiros colocados.

Segundo turno
Em caso de segundo turno, os dois primeiros eleitos automaticamente entram para a disputa.

A votação, neste caso, começa logo após o fim do primeiro turno. Caso ocorra, a previsão é que seja uma hora após a primeira sessão de votação, entrando pela noite na Câmara.

Neste caso, vence quem alcançar a metade simples dos votos, ou seja, a metade mais um. Em caso de novo empate, o candidato com maior idade entre os de maior número de legislaturas na Casa é eleito.

Acompanhe, abaixo, a lista completa dos 14 candidatos à Presidência da Câmara, por ordem de discursos:

1. Rodrigo Maia (DEM-RJ)
2. Evair Vieira de Melo (PV-ES)
3. Miro Teixeira (REDE-RJ)
4. Giacobo (PR-PR)
5. Cristiane Brasil (PTB-RJ)
6. Luiza Erundina (PSOL-SP)
7. Fabio Ramalho (PMDB-MG)
8. Carlos Manato (SD-ES)
9. Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO)
10. Marcelo Castro (PMDB-PI)
11. Rogério Rosso (PSD-DF)
12. Gilberto Nascimento (PSC-SP)
13. Esperidião Amin (PP-SC)
14. Orlando Silva (PCdoB-SP)



GGN
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: