Bombardeio causa graves danos à única maternidade num raio de cem quilômetros, segundo organização Save the Children, que dá apoio ao local. No mês passado, 340 bebês nasceram no hospital.


Distrito de Saraqib, na província de Idlib, também foi alvo de bombardeios nos últimos dias


Um hospital maternidade na provincial de Idlib, no noroeste da Síria, foi atingido por um bombardeio nesta sexta-feira (29/07), segundo informou a organização Save the Children, que dá apoio ao local, relatando graves danos e mortes.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que monitora a violência no país árabe em meio à guerra civil que já dura cinco anos, afirma que o bombardeio aéreo atingiu a maternidade e um edifício da Defesa Civil, numa região controlada pelos rebeldes. Mortes foram relatadas, mas o número de vítimas ainda não é conhecido.

O hospital, localizado na cidade de Kafer Takhareem, é a única maternidade num raio de mais de cem quilômetros, com capacidade para atender cerca de 1,3 mil mulheres e crianças por mês. No mês passado, 340 bebês nasceram no local, segundo informou um porta-voz da Save the Children.

Em outra parte da província de Idlib, ataques aéreos mataram ao menos cinco pessoas, ferindo gravemente ao menos outras 25, informou o Observatório.

RC/rtr/afp



DW.COM
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;