Presidente do PT reforça que, apesar das sucessivas tentativas da classe dominante nestes 36 anos, o partido continuará vivo

ARTIGOS#NãoAoGolpe(foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)


Violações sucessivas a direitos fundamentais, investigações direcionadas, vazamentos seletivos, acusações e condenações sem provas, frequentes nos últimos meses, configuram a gênese de uma estado de exceção dentro do Estado Democrático de Direito.

Há quem diga até que o conluio entre setores do aparelho de Estado com o grande capital e a mídia monopolizada, responsável pelo golpe contra a presidenta eleita, inverteu a relação: vivemos quase sob um estado de exceção que abriga fragmentos do antigo estado democrático.

Após a clamorosa condução coercitiva do ex-presidente Lula, a qual mereceu reprovação mundial e indignação generalizada, o PT voltou a ser atacado, a confirmar a intenção indisfarçável de nos criminalizar e proscrever.

Em sequência à illegal busca e apreensão no apartamento da senadora Gleisi Hoffmann e a prisões de militantes petistas, a sede nacional do partido, em São Paulo, foi tomada de assalto, a pretexto de obter documentos facilmente disponíveis. O objetivo era produzir imagens negativas, justamente quando políticos e empresários de outros partidos eram acusados de grossa corrupção.

Eis como companheiros do Diálogo de Ação Petista descreveram a operação: “Às seis horas da manhã, numa ação de comando, homens fortemente armados em traje de combate camuflado, junto com a infalível Rede Globo, chegaram, entraram e bloquearam a entrada da sede do PT ao longo de 8 horas. As imagens foram, depois, expostas e repetidas à exaustão pelas várias mídias. O objetivo das ações é criminalizar o PT e intimidar a sua militância pelo país afora, atemorizando as organizações populares em geral, no momento em que o governo golpista multiplica ataques aos direitos sociais e garantias nacionais duramente conquistados”.

Diretórios e militantes partidários, entidades do movimento social expressaram seu repúdio e manifestaram solidariedade fraternal ao PT. O que nos anima a prosseguir na luta contra o golpe, em defesa da democracia e na preservação do nosso partido, que, apesar das sucessivas tentativas da classe dominante nestes 36 anos, continuará vivo e atuante em defesa do nosso projeto de sociedade.

Rui Falcão é presidente nacional do PT



Agência PT
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;