Em vídeo, haitianos rebatem reportagem de Luciano Huck, exibida na TV Globo. Grupo reconhece que ainda há muito para evoluir no país, mas critica exploração da pobreza. Matéria utilizou imagens de 2004 e de 2010, períodos em que o país foi assolado por guerras e terremoto


Um grupo de haitianos que vive no Brasil rechaçou os comentários feitos por Luciano Huck sobre o Haiti.

De acordo com os haitianos, o apresentador global explorou a pobreza do país da América Central de maneira pejorativa em um texto publicado por O Globo e também em uma reportagem exibida pela TV Globo — maior emissora do Brasil.

Em um vídeo publicado na internet nesta segunda-feira (20), eles reclamam da maneira como Huck se referiu ao país. “Luciano, você acabou prejudicando a nossa imagem, talvez sem querer. Além de haitianos, somos humanos”, dizem.

Na matéria veiculada pela Globo no intervalo do jogo entre Brasil e Haiti, no dia 8 de junho, o bairro Cite Soleil, na capital do país, é retratado em um período especialmente marcado por conflitos e violência.

Foram utilizadas muitas imagens de 2004, quando o país era assolado por uma guerra, e de 2010, quando foi devastado por um terremoto. São mostradas apenas cenas especialmente trágicas.

Já o artigo de Huck irritou logo no título. “Depois do que vi, acho que a humanidade não deu certo”, escreveu o apresentador.

O vídeo de haitianos que rebate Huck e a Globo foi produzido por alunos do projeto Projeto Português Brasileiro para Migração Humanitária (PBMIH) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

“Ao mostrar apenas imagens de pobreza, Huck deixou os haitianos que moram no Brasil indignados. E eles fizeram uma resposta ao apresentador”, diz o letreiro que abre o registro.

Confira a íntegra do desabafo lido pelos haitianos e, em seguida, assista ao vídeo:

“Prezado senhor Luciano Huck, foi com a imensa atenção que nosso grupo de migrantes em Curitiba assistiu a sua reportagem.

Reconhecemos o apoio do Brasil na liderança da missão de paz no Haiti e agradecemos o apoio à concessão de visto humanitário aos irmãos haitianos que estão procurando uma vida melhor aqui no Brasil.

Esse apoio sempre vai ficar na minha memória.

O objetivo do vídeo é falar sobre como foi veiculada a imagem do país numa das maiores emissoras do Brasil.

O dia 8 de junho não foi apenas marcado pela derrota da seleção haitiana, mas pela sua reportagem, que caracteriza o Haiti como um país que só tem guerra, miséria.

Nesses últimos tempos, o Haiti voltou a ser um dos destinos favoritos do Caribe, muitos investimentos foram feitos nesse sentido.

Luciano, você acabou prejudicando a imagem do país, talvez sem querer. Prejudicou não só nosso orgulho de ser humano. Somos humanos, além de haitianos.

Concordamos com vocês que a humanidade não deu certo. Com a ajuda de todos nós, talvez a humanidade dê certo”

Pragmatismo Político
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;