Informações preliminares da Polícia Federal dão conta que foram descobertas transferências da empreiteira OAS para a Camara & Vasconcelos, empresa de fachada  do município de Nazaré da Mata que, por sua vez, pagou R$ 160 mil como parte da aquisição do jato Cessna que servia à campanha da dupla Eduardo Campos-Marina Silva e acabou por matar o ex-governador de Pernambuco.

Fernando Molica, em seu blog, lembra que as contas da campanha de Marina ainda está em aberto.

No fim de março, frisei, no ‘Informe do DIA’, que comprovantes relacionados aos voos no PR-AFA ainda não haviam sido entregues à Justiça Eleitoral.

Na época, a assessoria de imprensa do TSE afirmou que as contas de candidatos a presidente e a vice eram analisadas de forma conjunta.

Comprovado o pagamento – seja para compra, seja para afretamento – por uma operação encoberta de transferência de dinheiro pela OAS, vai sobrar muito pouco daquele discurso da – lembram-se? – “nova política”.


TIJOLAÇO
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;